quarta-feira, 23 de novembro de 2011

o.o

eu nunca sarei.
e os dias me são obrigatórios.
eu nunca me esqueci.
e vivo o que se tem para viver:
o trabalho, a comida, a roupa lavada, a casa limpa, a literatura, a folha em branco e a revelacão.
quebrou-se algo dentro de mim, eu não acredito mais.
já pensei mil vezes em como te dizer isto,
mas digo aqui a todos
porque não sei mais quem virou-se para quem,
o abismo existe
e eu vivo em um mundo surdo.

como um sussurro ao seu ouvido...
quantas vezes eu disse que te amava..
um sussurro...
já em nem sei a quem culpar.
a gente nunca deveria deixar alguém ir tão fundo na nossa consciência afetiva,
isso se torna objeto de extorsão, e a gente vai cedendo por amor e medo.
mas como dizer não a algumas coisas?

alguém sabe por onde anda a melhor parte de mim?

Nenhum comentário: