quinta-feira, 17 de abril de 2014

texto de Natália Ciotto


"As cigarras. As cigarras. As cigarras e o calor. A histeria sufocada pelo céu azul e essa água se seca no meio do caminho. As cigarras nos galhos do meu peito e a pulsação violenta da natureza: eu vejo tudo. Enquanto isso as cigarras. As cigarras. Elas pulsam e gritam contido. Até que meu peito explode em chuva. E elas calam."
Natália Ciotto




Nenhum comentário: